quinta-feira, março 03, 2005

II Capítulo

Continuação...

As três irmãs se uniam para driblar a severidade do pai. Até a mãe se envolvia, para facilitar as coisas.
A mais velha delas, quando iniciou o ginásio, foi impedida pelo pai de frequentar as aulas de educação física. A religião não permitia o uso de shorts. Mas mesmo assim ela brincava de "queimada" ao final das aulas. Certa vez recebeu uma surra, devido a desobediência. A mãe sempre que podia, saia em defesa das filhas. Na adolescência, acompanhar o pai nos cultos evangélicos, foi se tornando mais uma obrigação. A Segunda filha (personagem principal desta história, apelidada de "Clara") que adorava empinar pipa, já desafiava o pai dizendo que iria frequentar as aulas de educação física. Deu sorte, pois quando chegou ao ginásio, a aula de educação física era obrigatória e o pai teve que ceder.

Era a aula que ela mais gostava, virou até assistente da professora. Os pais não sem incomodavam, pois tinha notas boas nas outras disciplinas. E enquanto Clara pulava, corria e jogava a irmã mais velha queria namorar, e os cuidados agora se concentravam nela.

continua...